Ultimas Postagens

10 de outubro de 2013

Radialista que trabalhou em Icó é preso sob a suspeita de assaltos em fortaleza.

O comunicador nega ter praticado crimes, mas, segundo a Polícia, ele já foi reconhecido por uma das vítimas da quadrilha

A Polícia encontrou com o suspeito uma carteira que comprova a informação de que ele é radialista. Mendes diz que não é membro da quadrilha FOTO: REPRODUÇÃO/ A delegada do Eusébio, Ana Lúcia Almeida, afirma que agora está à procura de outros dois membros do bando. Um deles já está identificado FOTO: JL ROSA

O radialista Antônio Mendes da Silva Neto (Neto Silva), 35, foi preso, no começo da noite da última terça-feira, acusado de integrar uma quadrilha de assaltantes de residências em Eusébio e bairros da Capital limítrofes com aquele Município da Região Metropolitana de Fortaleza.

Mendes dirigia o veículo Peugeot de placas DYB-8863 pertencente a uma locadora de veículos. O suspeito tentou escapar, porém, houve uma perseguição policial e ele terminou detido após bater o carro.


A delegada titular da Delegacia Metropolitana de Eusébio (DME), Ana Lúcia Almeida, disse que o grupo de assaltantes vinha sendo investigado há vários dias, entretanto, a única pista deles era a informação de que a quadrilha sempre fugia após os assaltos em um veículo prata.

Através de investigações, as placas foram descobertas e que o veículo pertencia a uma locadora. Como o carro tem rastreador, logo foi localizado.

Comparsas

Ao perceber que estava sendo seguido por uma viatura policial, Antônio Mendes Neto empreendeu mais velocidade ao veículo. O coronel Carlos Ribeiro, chefe do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), participou pessoalmente da operação. Ele confirmou que a quadrilha vinha sendo investigada pelos inspetores da DME, com o apoio da Guarda Municipal de Eusébio. O secretário de Segurança daquele Município, Lauro Leite, deu o apoio necessário para que as autoridades desarticulassem o grupo armado.

Ao ser detido pela PM, o radialista Mendes Neto negou participação nos crimes, no entanto foi reconhecido por uma das vítimas mais recentes do bando.

"As características físicas descritas pelas vítimas ´batem´ com a do acusado", ressaltou a delegada Ana Lúcia Almeida.

Antônio Mendes Neto contou que estava desempregado e que alugou o carro para transportar pessoas do Eusébio para outras cidades. A delegada Ana Lúcia Almeida frisou que isso é uma atividade ilegal, pois só pode ser feita por taxistas devidamente regularizados.

Foragido
O homem apontado como sendo parceiro de Antônio Mendes Neto já foi identificado pela Polícia. Trata-se de Renan Lemos dos Santos, que ainda está foragido, entretanto teve a prisão preventiva decretada pela juíza Flávia Maciel. O suspeito foi reconhecido por fotografia, pois possui ficha criminal e seu cadastro consta no Sistema de Informações Policiais (SIP). O sistema informa que ele foi preso, em 2012, acusado de tráfico de drogas.

A delegada Ana Lúcia Almeida revelou que as investigações continuam, pois Renan Lemos ainda está solto e o outro comparsa não foi identificado. Segundo a Polícia, nas últimas semanas, a quadrilha praticou vários ataques naquele Município.



*FERNANDO BARBOSA - DIARIO DO NORDESTEREPÓRTER

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A página do Blog Icó na rede está aberta as postagens anônimas. Mas claro, se houver qualquer tipo de palavras de baixo calão, ou que denigram a imagem, o comentário será retirado.

Polícia

ARTE E CULTURA

Ceará

Brasil

Traduzido Por: Rafael Lira - Icó na Rede - (88) 99231-2963