Ultimas Postagens

29 de junho de 2017

Herança Maldita: Prefeita de Icó ainda enfrenta desafios



Foto: Perpetua Sousa

Na véspera de completar 180 dias de gestão, a prefeita do município de Icó, Laís Nunes (PMB), vem enfrentando muitas dificuldades para administrar o município.

O início do seu mandato foi marcado por graves questões financeiras, que segundo a gestora, são dívidas deixadas pelo ex-prefeito Jaime Júnior, que depois de tantas patifarias nas finanças do município, ainda deixou a folha de pagamento dos servidores públicos em situação de estrangulamento, com 67% de comprometimento, rasgando assim a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Jaime Júnior (DEM) governou o município de Icó durante quatro anos, e nesse período, sempre postergou para o dia 10 ou dia 20 do mês subsequente a folha de pagamento dos servidores públicos municipais. Nunca pagou nada em dia. O ex-prefeito sempre priorizou os excessos de cargos de confiança na prefeitura de Icó, sendo que alguns deles nunca compareceram aos seus locais de trabalho, outros trabalhavam como cabos eleitorais nas redes sociais.

Logo nos primeiros meses de gestão, sentindo a baixa popularidade de governo, o ex-gestor de Icó criou o chamado Bolsa Família Municipal. Um programa de viés eleitoreiro, que pagava mensalmente cerca de R$ 35 mil aos beneficiários, cujas identidades sumiram da contabilidade da Prefeitura. O programa está sendo investigado.

No ano passado, mesmo tendo recebido os maiores recursos de FPM dos últimos 30 anos, Jaime Júnior pagou apenas a folha do mês de novembro, e do restante que sobrou, foi para as contas dos credores amigos. Não pagou o mês de dezembro e para agravar ainda mais a situação, fraudou a GFIP da Receita Federal, deixando uma dívida de R$ 9 milhões de reais para a atual gestão pagar.

O fato é no mínimo estranho. Em 2012, no final de mandato do ex-prefeito Marcos Nunes, derrotado nas urnas, a Justiça mandou bloquear os recursos das contas dos últimos três meses, e nada foi pago de forma imediata. Tudo parcelado. No entanto, estranhamente, esse mesmo rigor não foi aplicado pela justiça no ano passado, mesmo o gestor manipulando recursos vultosos.

Diante de tantos desmandos administrativos herdados da gestão passada, e mesmo enfrentando sérios obstáculos, a prefeita Laís Nunes vem trabalhando para colocar a casa em ordem. “Quando assumi, encontrei uma prefeitura quebrada, desorganizada, um verdadeiro desmonte de gestão. Tive que fazer uma faxina e colocar as coisas em seus devidos lugares. Vamos vencer os desafios e colocar nosso município no caminho do desenvolvimento”, disse Laís Nunes.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

A página do Blog Icó na rede está aberta as postagens anônimas. Mas claro, se houver qualquer tipo de palavras de baixo calão, ou que denigram a imagem, o comentário será retirado.

Polícia

ARTE E CULTURA

Ceará

Brasil

Traduzido Por: Rafael Lira - Icó na Rede - (88) 99231-2963